Captain 480 SC

Captain 480 SC
TipoFungicidas
ComposiçãoCaptana 41.63% (=480 g/l)
Tipo de FormulaçãoSuspensão concentrada (SC)
Tipo de FormulaçãoSuspensão concentrada (SC)
Número de registoAV 1767
Embalagem
5 l
Ficha técnica62K62.33K
Ficha de Dados de Segurança253K252.61K
Ficha técnica62K62.33K
Ficha de Dados de Segurança253K252.61K

Informação Toxicológica

Atenção

Em caso de intoxicação contacte o Centro de Informação Antivenenos (CIAV), telefone nº 800 250 250.

Descrição do Produto

Resumo

CAPTAIN 480 SC com base em captana, da família das ftalimidas, é um fungicida de superfície com atividade preventiva (inibe a germinação dos esporos). Inibe vários processos metabólicos (multi-site), atuando em diversos enzimas.

Características principais

- CAPTAIN 480 SC com base em captana, da família das ftalimidas, é um fungicida de superfície com atividade preventiva (inibe a germinação dos esporos).

- Inibe vários processos metabólicos (multi-site), atuando em diversos enzimas.

Informações Complementares

- Seguir as recomendações dos Serviços de Avisos.

- Não é recomendada a aplicação de CAPTAIN 480 SC nas variedades de macieira Stark, Delicious, Stayman, Reineta do Canadá e Winesap; e nas variedades de pereira Butirra, Anjou, Butirra Clairgeau, Condessa de Paris e Triunfo de Viena.

- Volume de calda a utilizar: 500-1000 L/ha.

- Para mais informações consulte a Ficha de Dados de Segurança do produto.

- Os produtos fitofarmacêuticos (PFF) homologados em Portugal podem ser utilizados em proteção integrada (PI), não existindo uma lista de PFF’s recomendados especificamente para esse efeito. A escolha do PFF deve ter, obrigatoriamente, em consideração a aplicação dos princípios gerais da PI e as normas definidas para a cultura.

Sobre a aplicação

Modo de Aplicação

Calibrar corretamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por ha, de acordo com o débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho (distância entre linhas), com especial cuidado na uniformidade da distribuição de calda.

A quantidade de produto e o volume de calda devem ser adequados à área de aplicação, respeitando as concentrações/doses indicadas. Nas fases iniciais desenvolvimento das culturas aplicar a calda à concentração indicada. Em pleno desenvolvimento vegetativo, adicionar a quantidade de produto proporcionalmente ao volume de água distribuído por hectare, pelo pulverizador, de forma a respeitar a dose.

Volume de calda a utilizar: 500-1000 L/ha.

Modo de preparação

Na preparação da calda deitar metade do volume de água adequado para a pulverização prevista. Juntar a quantidade de produto necessária e completar o volume de água pretendido, assegurando agitação contínua.

Precauções biológicas

Para evitar o desenvolvimento de resistências, não efetuar mais de quatro aplicações com CAPTAIN 480 SC por ciclo cultural (ou com outro produto que contenha este fungicida ou pertencente à mesma família química).

Alternar a utilização de CAPTAIN 480 SC com fungicidas de diferente modo de ação.

Intervalo de segurança

21 dias em macieira e pereira

Aplicações por cultura

Macieira

ProblemaPedrado (Venturia inaequallis)
Dose312 mL/hL - (Dose máxima 3.125 L/ha)
ObservaçõesRealizar os tratamentos de acordo com as indicações do Serviço Nacional de Avisos Agrícolas. Na falta desta informação, iniciar as aplicações ao aparecimento da ponta verde e repetir no estado de botão branco ou rosa. Os tratamentos durante a floração só serão efetuados em cultivares em que esta se prolongue por largo período de tempo, ou perante condições climáticas favoráveis à evolução da doença. Repetir à queda das pétalas e ao vingamento do fruto, se as condições climáticas favorecerem o desenvolvimento da doença. Persistência biológica: 10 a 12 dias (intervalo entre aplicações de 10 a 12 dias).

Pereira

ProblemaPedrado (Venturia pyrina)
Dose312 mL/hL - (Dose máxima 3.125 L/ha)
ObservaçõesRealizar os tratamentos de acordo com as indicações do Serviço Nacional de Avisos Agrícolas. Na falta desta informação, iniciar as aplicações ao aparecimento da ponta verde e repetir no estado de botão branco ou rosa. Os tratamentos durante a floração só serão efetuados em cultivares em que esta se prolongue por largo período de tempo, ou perante condições climáticas favoráveis à evolução da doença. Repetir à queda das pétalas e ao vingamento do fruto, se as condições climáticas favorecerem o desenvolvimento da doença. Persistência biológica: 10 a 12 dias (intervalo entre aplicações de 10 a 12 dias).

Produtos relacionados

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência, analisar o tráfego do site e veicular anúncios direcionados.

Ao clicar em Aceitar, você concorda com o uso de cookies de acordo com nossa Política de cookies .