Todos os produtos

Granstar® 50 SX

Granstar® 50 SX
TipoHerbicidas
ComposiçãoTribenurão-metilo 48.2% Sob a forma de éster metílico.
Família QuímicaSulfonilureia
Tipo de FormulaçãoGrânulos solúveis em água (SG)
Tipo de FormulaçãoGrânulos solúveis em água (SG)
Número de registoAV 0065
Embalagem
150 g
Ficha técnica60K59.88K
Ficha de Dados de Segurança381K380.95K
Ficha técnica60K59.88K
Ficha de Dados de Segurança381K380.95K

Informação Toxicológica

Atenção

Harmful GSH PictogramEnvironmental Hazard GSH Pictogram
Para mais informações consulte a Ficha de Dados de Segurança.
Em caso de intoxicação contacte o Centro de Informação Antivenenos (CIAV), telefone nº 800 250 250.

Descrição do Produto

Resumo

GRANSTAR® 50 SX é um herbicida residual, sistémico, absorvido pelas folhas e pelas raízes, indicado para o combate das infestantes de folha larga (dicotiledóneas) nas culturas do trigo, cevada, aveia e olival.

Características principais

  • O GRANSTAR® 50 SX é um herbicida sistémico, absorvido principalmente pelas folhas, embora as raízes também apresentem alguma capacidade de absorção do produto.
  • Produto indicado para o controlo das infestantes dicotiledóneas, em pós-emergência.
  • Uma vez aplicado e absorvido, o GRANSTAR® 50 SX é rapidamente transportado até aos pontos de crescimento da planta - rebentos e extremidades radiculares - onde inibe o seu desenvolvimento. Consequentemente as infestantes morrem, perdendo desde logo a capacidade de competir com a cultura pela água e nutrientes.

Observações

  • Indicado para aplicar em olivais com enrelvamento de gramíneas.
  • O GRANSTAR® 50 SX é eficaz a doses bastante baixas no controlo de um amplo espectro de infestantes de folha larga.
  • O GRANSTAR® 50 SX é compatível com a maioria dos herbicidas utilizados em cereais.

Informações Complementares

  • Devido à sua rápida metabolização, o GRANSTAR® 50 SX é bastante tolerado pelos cereais, o que torna o seu uso seguro mesmo quando acidentalmente, se utilizem doses mais elevadas.
  • Recomenda-se a aplicação de GRANSTAR® 50 SX com o TREND® 90 a 0,01%.
  • A aplicação repetida de GRANSTAR® 50 SX pode originar o desenvolvimento de biótipos resistentes de algumas infestantes indicadas no rótulo como suscetíveis. Para que tal não aconteça, recomenda-se a utilização deste herbicida em alternância com outros herbicidas de diferente mecanismo de ação.
  • Para mais informações consulte a Ficha de Dados de Segurança do produto.
  • Os produtos fitofarmacêuticos (PFF) homologados em Portugal podem ser utilizados em proteção integrada (PI), não existindo uma lista de PFF's recomendados especificamente para esse efeito. A escolha do PFF deve ter, obrigatoriamente, em consideração a aplicação dos princípios gerais da PI e as normas definidas para a cultura

Marca comercial

DuPont Portugal, S.A.

Sobre a aplicação

Modo de Aplicação

Calibrar corretamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por ha. De acordo com o débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição da calda.
A quantidade de produto e o volume de calda deve ser adequado à área de aplicação, respeitando as doses indicadas. Para diminuir o risco de arrastamento, evitar pressões superiores a 2 kg/cm2 e/ou usar bicos anti-arrastamento.

QUANTIDADE DE CALDA
100 a 500 L/ha em pulverizações por via terrestre e 35 a 70 L/ha em aplicações por via aérea.
Para uma melhor absorção foliar com o consequente aumento de eficácia, aconselha-se a adição de TREND® 90 na concentração de 0,1%.

Modo de preparação

No recipiente onde se prepara a calda, deitar metade da água necessária. Juntar a quantidade de produto a utilizar e completar o volume de água, agitando sempre.

LIMPEZA DO EQUIPAMENTO DE PULVERIZAÇÃO
Para evitar danos nas culturas pulverizadas posteriormente, limpar com cuidado todo o material de pulverização logo após a aplicação do produto.

1.Esvaziar completamente o pulverizador logo após a aplicação. Com água limpa remover os resíduos existentes na parte exterior do equipamento.
2.Com água limpa enxaguar o interior do pulverizador, utilizando pelo menos um décimo do volume do depósito. Colocar a bomba a funcionar para limpar adequadamente a barra e as mangueiras, tendo desmontado previamente os bicos de pulverização (proceder à sua lavagem separadamente). Esvaziar completamente o pulverizador.
3. Repetir o enxaguamento com água limpa, do depósito, barra e mangueiras.
Usar adequado vestuário de proteção durante a operação de limpeza e nunca a efectuar em recintos fechados, na proximidade de poços, cursos de água, árvores ou terrenos cultivados.

Precauções biológicas

Evitar o arrastamento para culturas vizinhas.

A aplicação repetida de GRANSTAR® 50 SX pode originar o aparecimento de biótipos resistentes de algumas infestantes indicadas no rótulo como suscetíveis. Para evitar que tal aconteça, recomenda-se a utilização deste herbicida em alternância com outros herbicidas com diferente modo de ação.

Intervalo de segurança

42 dias em oliveira.

Infestantes susceptíveis

Andragem (Ridolfia segetum), bolsa-do-pastor (Capsella bursa-pastoris), cardo-das-vinhas (Cirsium arvense), catassol (Chenopodium album), erva-aranha (Spergula arvensis, grizandra-dos-montes (Diplotaxis muralis), grizanda (Diplotaxis erucoides), lâmio (Lamium amplexicaule), margaça (Anthemis arvensis), margaça-das-boticas (Chamomila recutita), morugem-branca (Stellaria media), morrião (Anagalis arvensis), mostarda-dos-campos (Sinapis arvensis), nariz-de-zorra (Silene galica), nigela-dos-trigos (Agrostemma ghitago), pampilho-das-searas (Chrysantemum segetum), papoila-das-searas (Papaver roheas), sapinho-roxo-das-areias (Spergularia rubra), saramago (Raphanus raphanistrum), serralha-macia (Sonchus oleraceus) e urtiga-maior (Urtica dioica).

INFESTANTES MODERADAMENTE SUSCEPTÍVEIS:
Amor-de-hortelão (Galium aparine), amor-perfeito-bravo (Viola arvensis), erva-moleirinha (Fumaria officinalis), labaça-obtusa (Rumex obtusifolus), lâmio-roxo (Lamium purpureum) e sempre-noiva (Polygonum aviculare).

Infestantes resistentes

Gramíneas em geral e bico-de-cegonha (Erodium cicutarium), corriola (Convolvulus arvensis), erva-vaqueira (Calendula arvensis), verónica-da-pérsia (Veronica persica), Verónica-das-boticas (Veronica officinalis) e verónica-de-folha-de-hera (Veronica hederifolia).

Aplicações por cultura

Aveia

ProblemaInfestantes
Dose22.5-30g/ha
ObservaçõesPós-emergência. A aplicação deve ser feita entre as 3 folhas e o meio do afilhamento da cultura, quando as infestantes se encontrarem no estado de 2-6 folhas.

Cevada

ProblemaInfestantes
Dose22.5-30g/ha
ObservaçõesPós-emergência. A aplicação deve ser feita entre as 3 folhas e o meio do afilhamento da cultura, quando as infestantes se encontrarem no estado de 2-6 folhas.

Oliveira

ProblemaInfestantes
Dose25-40g/ha
ObservaçõesA aplicação deve efetuar-se no Outono debaixo da copa das árvores (linha de plantação) ou no final do Inverno - início da Primavera nas entrelinhas, sobre cobertos vegetais de gramíneas. As infestantes devem encontrar-se nos estádios iniciais do seu desenvolvimento, em período de vegetação ativa.

Trigo

ProblemaInfestantes
Dose22.5-30g/ha
ObservaçõesPós-emergência. A aplicação deve ser feita entre as 3 folhas e o meio do afilhamento da cultura, quando as infestantes se encontrarem no estado de 2-6 folhas.

Produtos relacionados

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência, analisar o tráfego do site e veicular anúncios direcionados.

Ao clicar em Aceitar, você concorda com o uso de cookies de acordo com nossa Política de cookies .